/* Script ------------------------------*/

27 abril 2015

Top 5 minhas novelas mexicanas favoritas


E aí minhas lindas? hoje quero mostrar a vocês, que também tenho uma paixão por novelas mexicanas e vou mostrar as minhas 5 preferidas, que realmente são muito boas e vale a pena vocês darem uma pesquisada no Youtube e assistirem.

  • Rubi:


Rubi é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas entre 17 de maio e 22 de outubro de 2004, em 115 capítulos, substituindo Amarte es mi pecado e substituida por Apuesta por un amor. Produzida por José Alberto Castro e com adaptação de Ximena Suárez, é um remake da novela mexicana do Rubi, de 1968, criada por Yolanda Vargas Dulché.
A trama é protagonizada por Bárbara Mori, Jacqueline Bracamontes, Sebastián Rulli e Eduardo Santamarina.
No Brasil, foi exibida pelo SBT de 14 de fevereiro a 13 de maio de 2005 em 77 capítulos. Foi reprisada pela primeira vez em 13 de março a 15 de agosto de 2006 em 112 capítulos.Foi reapresentada em 117 capítulos de 6 de maio a 15 de outubro de 2013, sucedendo A Usurpadora e antecedendo A Madrasta.
Rubi é uma bela e tentadora mulher, cobiçada por muitos homens, ela tem o homem que ela quiser. Alta, morena, cabelos longos e cacheados, além de impressionantes olhos verdes. Com sua beleza ela seduz a todos, querendo somente dinheiro.

Ela é uma jovem que estuda em uma faculdade particular graças a uma bolsa de estudos e a ajuda de sua irmã, Cristina, uma mulher batalhadora que sempre faz o possível para dar o melhor à sua família.

  •  Abertura de Rubi: 
  •  A madrasta:

A história da trama começa com uma tragédia que põe fim a uma viagem de um grupo de jovens amigos. Maria (Victoria Ruffo) escuta um disparo e logo encontra sua amiga Patrícia morta. Na confusão, Maria é pega com a arma, considerada culpada pelo assassinato e condenada à prisão. Seu marido, Estevão (Cesar Évora), um importante homem de negócios, não acredita em sua inocência e quando voltam para cidade do México se divorciam. Ele compra o silêncio das pessoas que foram viajar junto com o casal e inventa para seus filhos que Maria morreu em um acidente. 

Vinte anos depois, Maria ganha a liberdade por boa conduta e retorna a capital com sede de vingança. O que ela mais deseja é recuperar seus filhos, Heitor (Mauricio Aspe) e Estrela (Ana Layeska). Todos se espantam com a volta de Maria que informa a presença do verdadeiro assassino, conhecido de todos
  • Abertura A Madrasta:



  • Cuidado com o anjo:

Quando Marichuy nasceu, sua mãe, acreditando estar à beira da morte, a entregou a um padre que a levou para um orfanato. Quando faz 14 anos, Marichuy foge do orfanato e começa a ganhar a vida como pode. Os anos passam e um dia ela é atacada por um bêbado, que a faz sentir medo dos homens, sofrendo pesadelos terríveis. Candelária, uma lavadeira, dá abrigo e se torna uma mãe para ela. Marichuy trabalha como pode para ajudar Candelária. Um dia se mete numa confusão para a qual vai para uma delegacia, e é julgada pelo seu próprio pai (ambos sem saber desse parentesco), e é defendida por Juan Miguel San Roman, um psicanalista.

Para a menina não ir para a cadeia, Juan Miguel se responsabiliza por ela e a leva para viver em sua casa. Juan Miguel é viúvo e sua sogra tornará a vida de Marichuy imposível. Para evitar problemas, Juan Miguel leva a viver na casa de juiz Patricio Vilarde e de sua esposa Cecília (os verdadeiros pais da Marichuy), que por sua vez havia recebido Estefania, uma jovem astuta que chegou se fazendo passar ela filha que eles abandonaram.
- See more at: http://www.sbtpedia.com.br/2013/03/sbt-vai-estrear-novela-mexicana-inedita.html#sthash.OD4m9wAM.dpuf
Quando Marichuy nasceu, sua mãe, acreditando estar à beira da morte, a entregou a um padre que a levou para um orfanato. Quando faz 14 anos, Marichuy foge do orfanato e começa a ganhar a vida como pode. Os anos passam e um dia ela é atacada por um bêbado, que a faz sentir medo dos homens, sofrendo pesadelos terríveis. Candelária, uma lavadeira, dá abrigo e se torna uma mãe para ela. Marichuy trabalha como pode para ajudar Candelária. Um dia se mete numa confusão para a qual vai para uma delegacia, e é julgada pelo seu próprio pai (ambos sem saber desse parentesco), e é defendida por Juan Miguel San Roman, um psicanalista.

Para a menina não ir para a cadeia, Juan Miguel se responsabiliza por ela e a leva para viver em sua casa. Juan Miguel é viúvo e sua sogra tornará a vida de Marichuy imposível. Para evitar problemas, Juan Miguel leva a viver na casa de juiz Patricio Vilarde e de sua esposa Cecília (os verdadeiros pais da Marichuy), que por sua vez havia recebido Estefania, uma jovem astuta que chegou se fazendo passar ela filha que eles abandonaram.
- See more at: http://www.sbtpedia.com.br/2013/03/sbt-vai-estrear-novela-mexicana-inedita.html#sthash.OD4m9wAM.dpuf
Quando Marichuy nasceu, sua mãe, acreditando estar à beira da morte, a entregou a um padre que a levou para um orfanato. Quando faz 14 anos, Marichuy foge do orfanato e começa a ganhar a vida como pode. Os anos passam e um dia ela é atacada por um bêbado, que a faz sentir medo dos homens, sofrendo pesadelos terríveis. Candelária, uma lavadeira, dá abrigo e se torna uma mãe para ela. Marichuy trabalha como pode para ajudar Candelária. Um dia se mete numa confusão para a qual vai para uma delegacia, e é julgada pelo seu próprio pai (ambos sem saber desse parentesco), e é defendida por Juan Miguel San Roman, um psicanalista.

Para a menina não ir para a cadeia, Juan Miguel se responsabiliza por ela e a leva para viver em sua casa. Juan Miguel é viúvo e sua sogra tornará a vida de Marichuy imposível. Para evitar problemas, Juan Miguel leva a viver na casa de juiz Patricio Vilarde e de sua esposa Cecília (os verdadeiros pais da Marichuy), que por sua vez havia recebido Estefania, uma jovem astuta que chegou se fazendo passar ela filha que eles abandonaram.
- See more at: http://www.sbtpedia.com.br/2013/03/sbt-vai-estrear-novela-mexicana-inedita.html#sthash.OD4m9wAM.dpuf

 Quando Malú (Maite Perroni) nasceu, sua mãe acreditava estar à beira da morte e a entregou ao padre Anselmo (Miguel Córcega), que a levou para um orfanato. No local, Malú viveu por muitos anos, mas decidiu fugir. A garota conhece Candelária (Evita Muñoz), que lhe dá abrigo e vira sua mãe.
Um dia, Malú se mete numa confusão, vai parar na delegacia e é julgada pelo juiz Patrício Valverde (Ricardo Blume), seu pai, e defendida pelo psicanalista João Miguel ( William Levy), por quem a moça se apaixona.
Para que Malú não seja presa, João Miguel se responsabiliza por ela e a leva para morar em sua casa.
Após um acidente em uma viagem para salvar o casamento, a esposa de João Miguel é dada como morta e, com isso, sua sogra, Ofélia (Laura Zapata), torna sua vida um inferno. Para evitar maiores problemas, Malú vai viver na casa dos Valverde, seus verdadeiros pais, onde mora Estefânia (Ana Patricia Rojo), que diz ser a filha desaparecida.
João Miguel e Malú se casam, mas ela descobre um terrível segredo sobre o marido. Por esse motivo, Malú começa a desprezá-lo e foge da cidade quando engravida. Um triângulo amoroso se inicia quando Malú conhece Leopardo, conhecido de João Miguel, que está disposto a conquistar o amor da moça.

Quando Marichuy nasceu, sua mãe, acreditando estar à beira da morte, a entregou a um padre que a levou para um orfanato. Quando faz 14 anos, Marichuy foge do orfanato e começa a ganhar a vida como pode. Os anos passam e um dia ela é atacada por um bêbado, que a faz sentir medo dos homens, sofrendo pesadelos terríveis. Candelária, uma lavadeira, dá abrigo e se torna uma mãe para ela. Marichuy trabalha como pode para ajudar Candelária. Um dia se mete numa confusão para a qual vai para uma delegacia, e é julgada pelo seu próprio pai (ambos sem saber desse parentesco), e é defendida por Juan Miguel San Roman, um psicanalista.

Para a menina não ir para a cadeia, Juan Miguel se responsabiliza por ela e a leva para viver em sua casa. Juan Miguel é viúvo e sua sogra tornará a vida de Marichuy imposível. Para evitar problemas, Juan Miguel leva a viver na casa de juiz Patricio Vilarde e de sua esposa Cecília (os verdadeiros pais da Marichuy), que por sua vez havia recebido Estefania, uma jovem astuta que chegou se fazendo passar ela filha que eles abandonaram.
- See more at: http://www.sbtpedia.com.br/2013/03/sbt-vai-estrear-novela-mexicana-inedita.html#sthash.OD4m9wAM.dpuf

  • Abertura cuidado com o anjo:
Quando Marichuy nasceu, sua mãe, acreditando estar à beira da morte, a entregou a um padre que a levou para um orfanato. Quando faz 14 anos, Marichuy foge do orfanato e começa a ganhar a vida como pode. Os anos passam e um dia ela é atacada por um bêbado, que a faz sentir medo dos homens, sofrendo pesadelos terríveis. Candelária, uma lavadeira, dá abrigo e se torna uma mãe para ela. Marichuy trabalha como pode para ajudar Candelária. Um dia se mete numa confusão para a qual vai para uma delegacia, e é julgada pelo seu próprio pai (ambos sem saber desse parentesco), e é defendida por Juan Miguel San Roman, um psicanalista.

Para a menina não ir para a cadeia, Juan Miguel se responsabiliza por ela e a leva para viver em sua casa. Juan Miguel é viúvo e sua sogra tornará a vida de Marichuy imposível. Para evitar problemas, Juan Miguel leva a viver na casa de juiz Patricio Vilarde e de sua esposa Cecília (os verdadeiros pais da Marichuy), que por sua vez havia recebido Estefania, uma jovem astuta que chegou se fazendo passar ela filha que eles abandonaram.
- See more at: http://www.sbtpedia.com.br/2013/03/sbt-vai-estrear-novela-mexicana-inedita.html#sthash.OD4m9wAM.dpuf




  •  Marimar:


Marimar foi uma telenovela mexicana produzida pela Televisa e exibida pelo Canal de las Estrellas de 31 de janeiro de 1994 à 26 de agosto de1994 em 150 capítulos.
A história original é de Inés Rodena, La indomable, de 1974, adaptada por Carlos Romero Villareal. Juan Antonio Sagredo e Gabriela Lozano cuidaram da cenografia e ambientação. O chefe de produção foi Izamary Mendoza, a edição ficou a cargo de Alberto Rodríguez e a direção de câmeras por Carlos Guerra Villarreal.
Contou com Thalia,Eduardo Capetillo e Chantal Andere como Protagonistas. Alfonso Iturralde, Guillermo García Cantú, Frances Ondiviela,Amairani e Marcelo Buquet como os antagonistas secundários.
Teve gravações feitas em Iztapa e Zihuatanejo no México. O tema musical da novela foi gravado pela própria Thalía, no CD homônimo, com letra de Viviana Pimnstein.
Foi exibida no Brasil pelo SBT, de 21 de novembro de 1996 a 18 de fevereiro de 1997. Foi reprisada pela primeira vez entre 25 de maio e 06 de junho de 1998 sendo interrompida no capítulo 12 devido à Copa do Mundo da FIFA de 1998. Foi reprisada pela segunda vez entre 5 de janeiro a 30 de julho de 2004 em 150 capítulos antecedendo Maria do Bairro. Foi reprisada pela terceira vez entre 17 de outubro de 2011 a 10 de fevereiro de 2012 em 83 capítulos substituindo Uma Rosa com Amor e antecedendo mais uma reprise de Maria do Bairro. Também foi reexibida pela CNT de 20 de abril a 4 de setembro de 2009. Foi reprisada pela quinta vez, desde o dia 10 de junho de 2013 até 23 de setembro de 2013, em 76 capítulos, substituindo Rosalinda e sendo substituída por mais uma reprise de María la del Barrio.
Marimar conta a difícil vida de uma pobre garota que depois de muito sofrimento, chegando até a ir para um presídio, acaba recebendo uma grande herança de seu pai falecido, pai que ela descobre pouco antes dele falecer.

  • Abertura Marimar:



  • A Usurpadora:

A Usurpadora conta a história de Paulina e Paola, ambas interpretadas por Gabriela Spanic. Duas mulheres idênticas na aparência, mas com personalidade e padrão de vida completamente opostos.

Paulina é uma moça pobre e honesta, que vive com a mãe numa pequena choupana no litoral e trabalha como arrumadeira num elegante clube da cidade. Paulina vive um drama pessoal com a doença da mãe, dona Paula, que está desenganada pelos médicos. Paola, por sua vez, é uma jovem senhora da alta sociedade. Mulher fria, calculista, aventureira e de muitos amantes.

  •  Abertura A usurpadora:



Então essa é a minha lista de novelas preferidas, mais tem as 2 que eu amo de todo coração, que farei um post falando somente delas (sortilégios e Teresa), novelas perfeitas que merecem um post só sobre elas. Espero que vocês tenham gostado e indico com toda a certeza que vocês iram gostar bastante delas. Beijos e até a próxima.
 

14 comentários:

  1. Rubi <3 minha inspiração hahahaha
    www.estilocortes.com.br

    ResponderExcluir
  2. Acredita que nunca assisti essas novelas? E olha que tiveram inúmeros reprises...
    É que não curto muito a melancolia destas histórias.Quem sabe um dia ...
    Beijão

    WWW.PAINELPARACONGRESSO.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já adoro, não tem as poucas vergonhas das novelas Brasileira. Beijos.

      Excluir
  3. Oi Tha! Confesso que não sou muito fã de novelas, ainda mais as mexicanas.
    Lembro que assiti A Usurpadora, e adorei! haha

    Beijos,
    http://mairacaetano.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi , confesso que não gosto nenhum pouco de novelas assim desse tipo , kkk só de ver o comercial já acho mo chato , eu gosto de novelas coreanas , japonesas e chinesas kkk já ouviu falar de doramas? , bom é esse tipo de novela que sou muito viciada então n tenho como falar dessas pq eu n tenho mt simpatia , então beijooss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os dramas são quase os mesmos, hahahaha. beijos.

      Excluir
  5. Muito amor por Marimar ♥ Assistia sempre que dava! Ooooo nostalgia rs Obrigada por me fazer retomar essas lembranças. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostava da Marimar, agora eles estão exibindo o remake coração indomavel. beijos.

      Excluir
  6. Olá tudo bom, amo demais a novelas mexicanas fazem muito sucesso,
    assisti todos os dias, a usupadora eu amor,
    achei seu post muito bom, recomendo vc fazer sobre os capitoso das novelas vou adorar saber, um mega beijo e sucesso linda :)
    www.jaquelinerosa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vou fazer isso, eu também amo novelas mexicanas e estou acompanhando pela 6 vez a usurpadora no SBT. beijos.

      Excluir
  7. Acho essas novelas sempre iguais ehueuh são mt dramaticas! Mas lembro dessas usurpadora! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que por isso que eu gosto, não mostra as poucas vergonhas que as novelas Brasileiras tem. beijos.

      Excluir